Arquivo da tag: vida

Guilhotina

Eu fiquei pensando no que desejar para 2012. Rapidamente, me dei conta de que não será um ano como os outros, afinal, será o ano do fim do mundo. Sendo assim, eu mudei minha pergunta. O que se deve desejar diante do fim? O que seria grandioso o suficiente para tornar o fim menos bruto, menos duro, menos guilhotina? Desejar ainda mais? Querer ainda mais? Obter ainda mais?

Justamente, pensei. O maior conforto que se pode ter diante da guilhotina é perceber que não se quer mais nada. Que tudo de bonito e bom já foi feito, obtido, realizado e partilhado. Que os dias vividos até agora foram suficientes para experimentar a vida. E sentir o conforto profundo de saber que foi uma vida bem vivida.

E se, de repente, por um milagre, a gente perceber que a guilhotina passou mas não cortou, poder pensar, ufa, ainda tenho mais um bônus. Uma extensão de tempo para desfrutar do que faz bem, para corrigir o erro, para seguir em frente. Um alívio extra, mas sem garantia de duração, afinal, a guilhotina é todo dia.

A sincera e honesta sensação de que o que vier é lucro.

Feliz fim do mundo.

 

 

Camila Teixeira

Anúncios
Etiquetado , , , , , , ,

Em obra

A vida é excepcional. É o lugar onde tentamos construir sonhos.

Eu gosto dessa frase do jeitinho que ela é. E ela é do Rodrigo de Souza Leão, um escritor carioca que morreu em 2009, aos 44 anos.  Aos 23, foi internado pela primeira vez numa clínica com o diagnóstico de esquizofrênico.

Uma vez (faz tempo), li na Gazeta Mercantil uma matéria que falava justamente sobre a proximidade psicológica entre os loucos/conturbados e os gênios. (…) Eu só lamento que RSL tenha sofrido tanto para controlar o gênio que tinha.

A citação acima tirei de uma entrevista que ele deu ao Portal Literal. Um perfil completo sobre ele está disponível no blog do Ronaldo Bressane.

 

Camila Teixeira

Etiquetado , ,