Arquivo da tag: ano novo

Nocaute

A gente começa o ano novo alegrinha, cheia de esperanças, de bom-humor, de vontades e daí vem o mundo e te dá uma cacetada forte bem no meio do olho.

Ninguém pode dizer que não é uma forma de ver estrelas. É.

 

Camila Teixeira

Etiquetado , ,

Guilhotina

Eu fiquei pensando no que desejar para 2012. Rapidamente, me dei conta de que não será um ano como os outros, afinal, será o ano do fim do mundo. Sendo assim, eu mudei minha pergunta. O que se deve desejar diante do fim? O que seria grandioso o suficiente para tornar o fim menos bruto, menos duro, menos guilhotina? Desejar ainda mais? Querer ainda mais? Obter ainda mais?

Justamente, pensei. O maior conforto que se pode ter diante da guilhotina é perceber que não se quer mais nada. Que tudo de bonito e bom já foi feito, obtido, realizado e partilhado. Que os dias vividos até agora foram suficientes para experimentar a vida. E sentir o conforto profundo de saber que foi uma vida bem vivida.

E se, de repente, por um milagre, a gente perceber que a guilhotina passou mas não cortou, poder pensar, ufa, ainda tenho mais um bônus. Uma extensão de tempo para desfrutar do que faz bem, para corrigir o erro, para seguir em frente. Um alívio extra, mas sem garantia de duração, afinal, a guilhotina é todo dia.

A sincera e honesta sensação de que o que vier é lucro.

Feliz fim do mundo.

 

 

Camila Teixeira

Etiquetado , , , , , , ,