Listas e a consciência do contentamento

Nunca fui do tipo que faz listas, daquelas de enumerar itens semelhantes do mais para o menos legal. Sempre observei com certa curiosidade as meninas do colégio e mesmo as mais adultas que manifestavam esse hábito. Deve ser ótimo ter tanto assunto, pensava eu. Na época, tinha a nítida impressão de que poder elencar milhares de coisas era sinônimo direto de ter uma vida interessante. Por outro lado, a sensação de que ficaria perdidinha se tivesse que rotular minha vida por temas e, em seguida, classifica-los por ordem decrescente, nunca me abandonou.

Como sou uma pessôua de espírito econômico, fui naturalmente levada a ter o seguinte modo de funcionamento: minha preferência é não ter muitas preferências. É assim: existe a preferência, existe o resto tanto-faz e, por fim, existem os abjetos. E a conclusão é: tudo é mais prático quando se prefere uma ou duas coisas. Essa é minha atual classificação simplificada da vida.

Imagine ter uma lista de preferências e constatar frequentemente que a preferência preferida não está disponível e então ser obrigada e ficar meio feliz com as demais opções. Imagino como seria viver com essa consciência do contentamento e mais: tê-la anotada me dizendo a todo instante há-há-há, você não me pega (voz da minha preferência n. 1, num escárnio costumeiro, ao me ver tentar alcançá-la sem sucesso).

Porque a preferência, minha gente, é difícil 1. de distinguir, 2. de obter. Vide o mundo como prova. Não por acaso, as listas existem, suponho: para nos dar uma falsa sensação de saciedade.

Podem me acusar de me contentar com pouco. Isso póde. Podem alegar que meu sistema faz vistas grossas sobre a fartura do mundo. Isso póde. Seja lá o que você tenha pensado, isso também póde. Pode parecer um regime bastante austero esse de preferir poucas coisas, mas quanta paz há num mundo de poucos pertences.

(…)

Tá, vai. Confesso. Fiz esse post só pra me convencer de que não morro de inveja de quem tem coisas infinitas pra elencar.

 

Camila Teixeira

Anúncios
Etiquetado , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: